Biología

Elementos de rastreamento: definição e explicação

Elementos principais vs. elementos traço

Ao assar um bolo seguindo uma receita, você adicionará muitos ingredientes, como farinha e açúcar, e apenas uma pequena quantidade de outros, como fermento em pó e baunilha. Como a farinha e o açúcar constituem a maior parte do bolo, eles podem ser considerados os principais elementos. Os oligoelementos seriam os componentes que constituem apenas uma pequena porção do bolo total, como o fermento em pó.

Uma vez que os cientistas gostam de quantificar essas distinções, um limite foi estabelecido para determinar a fronteira entre o traço e os elementos principais. Os elementos principais são aqueles que constituem mais de 0,1% do peso de uma substância. Os oligoelementos são elementos que constituem menos de 0,1% em peso, ou 100 partes por milhão, de uma substância.

A distinção entre oligoelementos e elementos principais é feita quando se considera a composição total de uma determinada substância. Os elementos, por sua natureza, não são traços ou elementos principais. Pelo contrário, se um elemento é um traço ou uma espécie importante depende da substância em que estamos interessados. Por exemplo, o ferro é um oligoelemento no esmalte dos dentes, mas um elemento importante na maioria das rochas vulcânicas.

Embora os oligoelementos possam não ser abundantes no objeto de interesse, eles podem desempenhar papéis extremamente importantes na compreensão da história das coisas e também podem ser extremamente importantes para certas funções biológicas. O restante desta lição examinará a função dos oligoelementos em uma variedade de campos.

Traço de elementos em ciências da terra

A crosta terrestre é composta de apenas cerca de 10 elementos, incluindo oxigênio, silício, alumínio e ferro. No entanto, os oligoelementos na crosta terrestre impulsionaram nossa economia e permitiram o desenvolvimento de novas tecnologias.

Um excelente exemplo é o uso de ouro na civilização humana. O ouro é o 73º elemento mais abundante na Terra, entre 118 elementos identificados. A concentração de ouro na crosta terrestre é de apenas 0,003 partes por milhão. O ouro tem sido valorizado ao longo de muitos milênios por sua beleza e capacidade de ser facilmente fundido e moldado. Devido à quantidade limitada de ouro na crosta terrestre e à portabilidade, há muito tempo é usado como moeda.

Na sociedade moderna, muitos avanços tecnológicos seriam impossíveis sem o uso de oligoelementos em nossa crosta. Por exemplo, um óxido de índio, presente como apenas 0,052 partes por milhão da crosta terrestre, é usado para revestir as telas de nossos dispositivos móveis para tornar possível a tecnologia da tela de toque.

Traço de elementos em nossos corpos

Certos oligoelementos são necessários para o funcionamento adequado do nosso corpo, enquanto outros podem ser tóxicos, mesmo em quantidades extremamente limitadas. Os oligoelementos exigidos pelo corpo humano são geralmente obtidos por meio dos alimentos, razão pela qual uma nutrição adequada é tão importante. Confira esta imagem e gráfico que mostra a composição do corpo humano, incluindo uma lista de oligoelementos comuns:

Gráfico mostrando os elementos principais e traços do corpo humano

Por exemplo, o cromo é um oligoelemento exigido pelo corpo humano. O cromo é conhecido por aumentar a insulina, que é um hormônio que afeta o metabolismo e o armazenamento de nutrientes no corpo. Alimentos como brócolis, grãos inteiros e carne são boas fontes de cromo para o corpo.

Alguns oligoelementos no corpo, como o ferro, são necessários para o funcionamento saudável em certos níveis, mas podem se tornar tóxicos em níveis mais elevados. A deficiência de ferro pode levar à anemia, enquanto a sobrecarga de ferro pode causar envenenamento por ferro. Assim, embora os oligoelementos possam ser extremamente importantes para a nossa saúde, suas interações no corpo são extremamente complicadas.

Elementos vestigiais prejudiciais no meio ambiente

Alguns oligoelementos encontrados no meio ambiente podem ser perigosos para a saúde humana. Isso inclui elementos encontrados naturalmente no meio ambiente e aqueles introduzidos pela poluição.

Um exemplo de um oligoelemento perigoso que ocorre naturalmente é o arsênico. O arsênico é encontrado no solo e nas águas subterrâneas. Embora os humanos tenham introduzido artificialmente arsênio adicional por meio de fertilizantes e processos industriais, o arsênio também está naturalmente presente em muitos tipos de rochas. A exposição ao arsênico pode causar doenças graves em curto prazo e vários tipos de câncer se a exposição for prolongada. A maneira mais comum de ficar exposto ao arsênico é bebendo água subterrânea contaminada.

O governo dos Estados Unidos impõe uma série de regulamentações ambientais para proteger seus cidadãos dos efeitos negativos de oligoelementos nocivos.

Resumo da lição

Os oligoelementos são elementos que apenas compõem menos de 100 partes por milhão de uma substância. Eles são diferentes dos elementos principais , que são elementos que constituem mais de 0,1% do peso de uma substância. Embora os oligoelementos possam não ser abundantes, eles podem ter efeitos enormes em nossa economia e saúde. Exemplos da influência de oligoelementos podem ser encontrados na crosta terrestre, em nossos corpos e no meio ambiente.