Psicologia

Como ensinar matemática mental

Ensino de matemática mental

A matemática mental é uma ótima maneira de estimular e treinar a mente. Uma pessoa que pratica matemática mental descobrirá que sua mente funciona com mais rapidez e eficiência em geral. Ele melhora o senso numérico dos alunos, o que é vital para serem bons em uma ampla variedade de tópicos em matemática, os ajuda a completar cálculos simples rapidamente sem a ajuda de uma calculadora para sua conveniência e a confirmar mentalmente se o número fornecido por uma calculadora faz sentido. Melhores habilidades matemáticas mentais levam a pontuações mais altas nos testes, maior percepção de inteligência e maior confiança.

Existem algumas estratégias gerais que podem ser úteis para o ensino de matemática mental. Esta lição resumirá algumas dessas estratégias.

Processos mentais verbalizantes

Uma das estratégias mais importantes para o ensino da matemática mental é os alunos e professores verbalizarem os processos envolvidos na resolução de problemas. Ao tornar explícitas as etapas para resolver um problema, pode ajudar os alunos a descobrir como fazê-lo e treinar o cérebro para usar as melhores técnicas possíveis. Um aluno falando em voz alta a técnica em um grupo pode ensinar outro, e os professores podem usar esse método para fornecer instruções diretas sobre matemática mental. Também pode ajudar os alunos a tornar os processos mentais explícitos e refiná-los melhor. Por exemplo, quando somamos 18 e 13, a maioria de nós soma as duas dezenas, tira dois dos três para fazer um terceiro dez e, em seguida, adiciona um para fazer 31. Isso pode parecer óbvio, mas não é tão óbvio para uma criança.

Fatos Matemáticos

Outra parte importante do aprendizado de matemática mental é que os alunos pratiquem o aprendizado de fatos matemáticos. Embora haja significativamente menos ênfase na memorização mecânica na pedagogia moderna, e por boas razões, a matemática mental é talvez a única área onde a memorização ainda é vital. Isso porque o cérebro humano só pode conter um determinado número de coisas em sua memória de curto prazo de uma vez. Quanto mais números você tiver na cabeça, mais difícil será ter sucesso na resolução de problemas. Ao memorizar certos fatos matemáticos, como a tabuada, tornamos a matemática mental muito mais rápida.

Isso também permite que os alunos resolvam problemas matemáticos mentais mais complexos que de outra forma não seriam capazes, porque não precisam quebrar cada pequena parte do problema em partes ainda menores. Os fatos matemáticos podem ser aprendidos por meio da prática ou da memorização direta. No entanto, de qualquer forma, a capacidade de um aluno de lembrar a resposta a problemas matemáticos muito simples melhorará notavelmente suas habilidades matemáticas mentais.

Usando estratégias e notas eficientes

Já falamos sobre a importância de verbalizar os processos mentais. No entanto, também é importante ensinar os processos mentais específicos que são realmente mais úteis e eficientes. Nem todo processo mental é a melhor maneira de resolver um problema. Por exemplo, ao adicionar números, uma estratégia é contar até que você tenha adicionado todos os números necessários. Para adicionar 6 + 12, um aluno pode literalmente contar 13, 14, 15, 16, 17 e 18. No entanto, seria muito mais rápido adicionar 10 e 6 para fazer 16 e, em seguida, simplesmente adicionar mais dois números. Seria ainda mais rápido usar fatos matemáticos para responder instantaneamente à pergunta. Portanto, só porque um aluno usa uma estratégia, não significa que esteja usando a melhor. Ensinando a estratégia ideal para cada situação, ou ensinando aos alunos várias estratégias que podem usar em diferentes circunstâncias,

Outras estratégias de ensino

Existem muitas outras estratégias de ensino que podem ser úteis e devem ser empregadas. Aqui estão mais algumas coisas em que pensar:

  • A prática matemática mental deve ser diária – como qualquer habilidade, a prática consistente é vital para o sucesso
  • A matemática mental pode ser inicialmente ensinada na prática usando blocos e objetos
  • Engajamento é fundamental – encontrar maneiras de mantê-lo divertido e interessante para os alunos será importante para garantir sua perseverança
  • Cronômetros e competições podem ajudar a adicionar urgência e treinar os alunos para se tornarem gradualmente mais rápidos na resolução de problemas

Usando todas essas estratégias, você ficará surpreso com a rapidez com que os alunos são capazes de aprender algumas habilidades matemáticas mentais básicas.

Resumo da lição

O ensino de matemática mental é diferente de muitos outros tópicos e requer estratégias específicas. Isso inclui falar sobre processos mentais em voz alta, memorizar fatos matemáticos e aprender as técnicas mais eficientes para resolver tipos específicos de problemas. Os alunos também devem praticar diariamente, usar manipuladores, cronômetros e participar de competições para acelerar a resolução de problemas. Com todas essas estratégias, seus alunos se tornarão especialistas em matemática mental rapidamente.